vogais por nós

amor que se consuma
SOME.
amor que se consome
SUMA.

7 comentários:

Anônimo disse...

gostei do tracadilho
Samuel

Marisa Vieira disse...

Adorei, as letras são belos brinquedos em suas mãos não é mesmo?rs

beijo da Marisa

Cris de Souza disse...

amo que se confunde
SAMBA

Isabella disse...

que coisa cruel é a vida...
fico impressionada com a capacidade das palavras de absorver toda essa crueldade...adoro isso!
bj

Mirella disse...

Gostei bastante... Mas acho que o amor que se consome (como uma manga bem madura, que a gente aperta e escorre o sumo entre os dedos) merecia um "sumO" no lugar do imperativo SUMA... Acho que ficaria legal inclusive pq brincaria com a idéia do sujeito que se perde no ato erótico do amor que se consome (sumo de fruta, mas tb sumo de "sumir", eu sumo... quem se esvai no outro, some na consumição da fogueira... sei lá...). De todo modo, um belo poema.

André Damázio disse...

Aliterações e assonâncias a serviço dos elementos concreto do texto! Bravo!

Virginia Finzetto disse...

Adoro esse estilo...