asa à cobra

guiso
fácil riso
amor assim
preciso

raso
fluido
sem sonhar ser paraíso

leve
assim mesmo
como se deve
amor de ave
e não de eva

amor de luz
amando a treva.

Um comentário:

FlavCast disse...

Meu amigo!!!

Sua poesia é magnífica!
A simplicidade do seu site engrandece sua poesia!

Abraços fortes